14 de junho de 2013

Quando a saudade dói...


13 anos de uma saudade que dói...
13 anos de uma saudade que continua a existir.
Passam hoje 13 anos desde o dia mais triste da minha vida.
Depois deste dia já perdi algumas pessoas, de quem gostava mesmo muito, mas nenhuma me doeu como tu.

Nesse dia conheci o sofrimento atroz de perder alguém que amamos acima de tudo.
Desde esse dia que um bocadinho de mim morreu.
Fazes-me falta 13 anos depois.
Continuo a ter a tua fotografia na minha mesa de cabeceira, como já tinha na altura.
Falo de ti à tua trineta D., que apesar de nunca te ter conhecido sabe quem tu és. (A avó Tina que é a mãe da avó Mina, é assim que ela te conhece).
Um dia também falarei de ti à T. e ao R., mas eles ainda são pequeninos.
Um dia também falarei de ti aos meus filhos.
E eles sentirão orgulho em ti, tal como eu sinto.
Sabes Avó Tina, tenho muitas saudades tuas!
Um beijinho e olha por nós!

8 comentários:

  1. um beijinho para ela lá no céu! E outro para ti! Força!!!

    ResponderEliminar
  2. E fica a lembrança dos momentos bons. E há dias em que parece que tudo aconteceu ontem. Eu também perdi o meu irmão, já lá vão 14 anos.
    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  3. Um beijinho Grande nessse teu coração de Ouro! Sei bem a dor de que falas!

    <3

    ResponderEliminar
  4. Pensa que foste uma sortuda em tem uma avó Tina, assim, fantástica! Beijinho!

    ResponderEliminar
  5. É uma saudade imensa. Beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Ela estará a olhar com certeza, força *

    ResponderEliminar
  7. Sei bem como é essa saudade!

    ResponderEliminar