15 de outubro de 2011

"Estas medidas já não são austeridade, já é brutalidade"



Vi ontem esta intervenção do Pedro Guerreiro...
Hoje tentei digerir todos os acontecimentos.
Revoltam-me os comentários de pessoas, que não posso deixar de chamar de ignorantes, a dizerem que acham muito bem que sejam os funcionários públicos sozinhos a pagar a crise!
Dividido por todos custava um bocadinho menos!
Porque, para funcionários públicos ou não, 1000 euros não são uma fortuna!

2 comentários:

  1. Lisete17:35

    Minha linda não são só os funcionários publicos que estão a pagar a crise. Pensa lá um pouco e irás dar-me razão. As medidas de austeridade aplicadas aos subsidios já estão aplicadas a milhares de trabalhadores privados à muito tempo, e não é só acima dos 1000€ ou estaria eu muito bem... No meu caso especifico à cerca de 8 anos. Isto tem mais impacto porque passa na tv e as medidas de austeridade dos privados têm sido silênciadas durante anos.

    ResponderEliminar
  2. Concordo contigo em certa parte... Mas não posso deixar de ficar revoltada quando vejo pessoas a dizer "Ah e tal acho muito bem que só retirem os subsídios aos funcionários públicos, porque eles não trabalham".
    Isso mostra a perfeita ignorância da maioria dos portugueses em relação aos FP. Continuam a pensar no trabalhador da Câmara Municipal ou assim... Esquecem-se que uma grande parte se mata a trabalhar e que faz muito mais horas do que as que lhe são pagas!
    Mas claro que no privado isso também acontece... Agora não me parece justo ser apenas uma parte dos portugueses a pagar uma crise que é de todos.

    ResponderEliminar